Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Rembrandt’

RIJN, Rembrandt Harmenszoon van. Mulher com corrente dourada.  Óleo sobre tela, 1634. Boston, Museum of Fine Arts  

Mulher com corrente dourada, representa uma senhora da nobreza da época, usando a gola da moda, a gola caída.

Use o campo comentário:

Qual a sua opinião sobre esse tipo de gola? 

 

Anúncios

Read Full Post »

          Rembrandt pintou retratos de grupos de pessoas, cujos personagens tinham maior ou menor importância, de acordo com a luz.  

Na sua expressão realista, retratava a essência da pessoa, o calor humano, o sofrimento, a dor. Não idealizava.

Pintava os olhos penetrantes e fundos, utilizando os tons de sépia. Colocava primeiro todos os ocres, depois os marrons e os amarelos.  Cada aluno só pintava com uma cor, por exemplo, o ocre ou o marrom. Isso determinava aquela luminosidade.  No final do trabalho ele integrava as cores e as pinceladas.

Read Full Post »

O século XVII vai conhecer o seu apogeu com o Luís XIV. Nessa época, a vida era totalmente subordinada ao fausto e a majestade do rei.         

“Luís XIV ficou conhecido no mundo inteiro, até hoje, através do Palácio de Versalhes. Ele escolheu um lugar, um pavilhão de caça, para depois lá instalar a capital da França, com uma corte de 11.000 pessoas. Todos tinham que acordar e deitar quando ele queria. Só se comia o de que ele gostava, e era ele quem ditava o menu para a semana toda. Havia uma escala onde as pessoas tomavam banho de 6 em 6 meses. Os escravos eram encarregados de passar uma esponja úmida no corpo dos nobres, à noite. Usava-se pó de arroz, por todo o corpo, para que ficasse bem branco. À noite, esse pó era retirado com a esponja.”[1] 

Surgem, em Versalhes, as festas de petit comittée e o serviço à francesa.  Antes, as pessoas comiam com as mãos, não tinham talheres. Surge a lavanda e o guardanapo.  A comida era muito importante e feita com arte. 

Surge a lyngerie da mulher, espartilhos, as rendas nas roupas.  Foi realizado um desfile de espartilhos na corte, o que foi considerado um escândalo na época.  Foi um acontecimento de vanguarda.  Derivam daí os desfiles de moda na França.

Versalhes começa a ditar a moda.  Todos queriam espelhos pela casa como os de Versalhes.  

Os decotes eram generosos e a lyngerie levantava o busto, como se o seio fosse pular para fora do decote.

Surge também o perfume, sendo importante por causa da falta do banho. 

Ter um quadro de nu, era muito importante, para ser contemplado.  O nu passou a ser visto também no gobelain, nas porcelanas. 

Acontecem muitos espetáculos com máscaras, peças de teatro de amadores. São feitos muitos quadros vivos: colocavam uma música de fundo e pessoas imitando um quadro de Velásquez ou Rembrandt.

As mulheres tinham o hábito de se pintar; o que era quase uma paixão. Ninguém aparecia em público, sem peruca, nem sem pintar os lábios com carmim, e o rosto com o rouge. Para isso, precisavam de muitos lacaios. 

O ideal de beleza da época era a moça gorda, de 25 anos.  A mulher com 25 anos já era considerada madura. O homem queria sentir a carne da mulher. Quando ela encontrava um pretendente, fazia um regime de engorda. Era como se fosse um spa para engordar, a fim de atingir, ou aproximar-se dos 75 quilos ideais para o peso da mulher. 



[1] WILHELN, Jacques. Paris no tempo do rei Sol.

Use o campo para seus comentários:

De que forma o contexto histórico da época pode ter influenciado o surgimento do estilo Barroco nas artes européias, em especial, na França?

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: